NOTÍCIAS


Vídeo de “patriota” pedindo socorro na Papuda é usado por viúva no STF


Antes de morrer no presídio da Papuda, o “patriota” Cleriston Cunha, de 46 anos, relatou em audiência sofrer com desmaios, falta de ar e disse que chegou a fazer xixi na calça com o agravamento de uma vasculite. O vídeo do depoimento ao STF é citado pela viúva de Clezão, como era conhecido, na ação que a família do empresário move contra o ministro Alexandre de Moraes.

Clezão estava em prisão preventiva e morreu enquanto aguardava julgamento.

Na representação enviada ao próprio STF, o advogado Tiago Pavinatto pede a prisão de Moraes e cita o interrogatório de Clezão, feito em 31 de julho. O vídeo com o relato consta no sistema interno do Supremo.

“Ainda hoje tomo remédio. Estava muito doente devido aos gases. Comecei a passar mal. Realmente tenho vasculite, consta em laudo. Fiquei internado, no Hospital de Taquatinga, 33 dias.

Sei que desmaiei, fiz xixi na roupa sem ver, me levaram para uma UPA e aí me trouxeram novamente [para a Papuda]. Fiquei 17 dias sem comer. (…) Tenho essa vasculite… de falta de ar, de desmaiar… Mas Deus tem cuidado de mim aqui, e vamos vencer”, disse.

A audiência ocorreu em 31 de julho e foi presidida pela juíza Larissa Almeida Nascimento, que representava Alexandre de Moraes, relator do processo. Clezão morreu em 21 de novembro durante um banho de sol na Papuda.

Dois meses antes, a Procuradoria-Geral da República havia se manifestado pela soltura do “patriota”, em pedido que não chegou a ser apreciado pelo STF.

Um laudo médico também apontava risco de vida de Clezão por conta de seu estado de saúde na prisão.

0



Fonte: Metrópoles


06/02/2024 – Paraiso FM

COMPARTILHE

SEGUE A @PARAISOFM897

(35) 3531-8007

comercial@paraisofm.com.br
Avenida Zezé Amaral, 1128 – Vila Ipê.  Cep: 37950000 – São Sebastião do Paraíso – MG      WhatsApp ouvinte: (35) 99910-6677

NO AR:
- PARAISO FM