NOTÍCIAS


PMs ligados à morte de policial que investigava milícias são presos


Dois subtenentes da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) foram presos, na manhã desta quarta-feira (7/2), suspeitos de envolvimento no assassinato da policial militar Vaneza Lobão, de 31 anos, que investigava milícias.

A Divisão de Homicídios da Capital e a Corregedoria da Polícia Militar do Rio de Janeiro participaram das prisões.

Investigações indicam que os PMs detidos chegaram a monitorar a policial, colhendo informações sobre a rotina e endereço em bancos de dados oficiais. A informação é do g1.

Lotada na 8ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM) e com cargo no setor de inteligência da unidade, Vaneza atuava na investigação de policiais ligados a milícias e contravenção no Rio.

0

A dupla está lotada no 27º BPM (Santa Cruz) e no 31º BPM (Recreio). Até o fim de 2023, um deles prestou serviços na 8ª DPJM, mesma unidade onde Vaneza trabalhava. Já o policial lotado no 27° BPM atuava como motorista do comandante do batalhão.

Morte da PM

A execução da vítima ocorreu na noite de 24 de novembro de 2023, na porta de casa em Santa Cruz, zona oeste da capital fluminense.

De acordo com a Secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro, Vaneza foi morta a tiros de fuzil por criminosos.

Ainda em novembro do ano passado, a polícia prendeu um dos suspeitos pelo homicídio da policial. O homem, identificado apenas como “Gordinho”, seria integrante da milícia de Luis Antônio da Silva Braga, o Zinho, de acordo com as investigações.



Fonte: Metrópoles


07/02/2024 – Paraiso FM

COMPARTILHE

SEGUE A @PARAISOFM897

(35) 3531-8007

[email protected]
Avenida Zezé Amaral, 1128 – Vila Ipê.  Cep: 37950000 – São Sebastião do Paraíso – MG      WhatsApp ouvinte: (35) 99910-6677

NO AR:
- PARAISO FM