NOTÍCIAS


Operação Hades: casal suspeito de participar de esquema criminoso de tráfico de drogas é preso em Votorantim



Prisão ocorreu durante uma operação da Polícia Civil de Alagoas e Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) que cumpriu 307 mandados de prisão, busca e apreensão em Alagoas e mais de 16 estados. Material apreendido em operação contra o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro Alagoas SSP/AL Um casal foi preso nesta quinta-feira (1º) em Votorantim (SP) durante a Operação “Hades”, realizada pela Polícia Civil de Alagoas e Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) que cumpriu 307 mandados de prisão, busca e apreensão em Alagoas e mais de 16 estados. De acordo com a Polícia Civil, o casal tem relação com uma das organizações criminosas suspeitas de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. “Esse casal, inclusive, é ‘compadre’ do líder desta organização e também era um grande fornecedor de substâncias e entorpecentes para o grupo criminoso”, explicou o chefe-geral de Inteligência da SSP, Gustavo Henrique. 50 presos e aeronave apreendida De acordo com o balanço divulgado pela Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP-AL) na tarde desta quinta-feira (1º), 50 pessoas envolvidas com duas organizações criminosas foram presas durante a operação. Além disso, foram apreendidos: carros de luxo relógios e joias smartphones, notebooks, tablets e outros aparelhos eletrônicos um cofre milhares em cédulas de reais e pesos colombianos uma embarcação e uma moto aquática armamentos como fuzis, carabinas e pistolas mais de 110 quilos de drogas uma aeronave Segundo o diretor de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco) da Polícia Civil, delegado Igor Diego, a aeronave pertence a uma empresa de táxi aéreo do Amazonas. “Essa aeronave, em outra ocasião, já foi também flagrada como transporte de cargas e drogas. O proprietário dela, de forma suspeita, teve em um pouco espaço de tempo um crescimento financeiro muito grande, o que leva diante das investigações a acreditar que todos os valores investidos na empresa para compra de aeronaves eram advindos do crime”, afirmou. Aeronave foi apreendida durante a Operação Hades SSP-AL A operação foi denominada Hades. O trabalho investigativo começou em março de 2021 pela Diretoria de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco), da Polícia Civil de Alagoas para apurar a movimentação criminosa de quatro pessoas, sendo dois casais, em atividades ilícitas. Os mandados foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital de Alagoas, após parecer favorável do Gaeco, do Ministério Público de Alagoas, com base nas provas técnicas apresentadas pela Dracco. Ao todo são 79 mandados de prisão e 228 de busca e apreensão nos estados de Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina e São Paulo. Além da capital, as equipes cumpriram mandados em Suzano, Votorantim, Ibiúna, Bauru, Cotia, Carapicuíba e Mauá. Dois casais foram identificados e lideravam duas organizações de forma independente: uma em Alagoas e outra no Pará, porém com pontos em comum, como membros que pertenciam às mesmas facções criminosas de âmbito nacional e um esquema muito sofisticado de lavagem dinheiro. Mandados cumpridos por estado Alagoas – 27 mandados, sendo sete de prisão e 20 de busca e apreensão; Amazonas – 29 mandados, sendo três de prisão e 26 de busca e apreensão; Bahia – dois mandados de busca e apreensão; Ceará – 11 mandados, sendo três de prisão e oito de busca e apreensão; Goiás – 10 mandados de busca e apreensão; Mato Grosso – 13 mandados, sendo três de prisão e 10 de busca e apreensão; Mato Grosso do Sul – 61 mandados, sendo 19 de prisão e 42 de busca e apreensão; Minas Gerais – cinco mandados, sendo um de prisão e quatro de busca e apreensão; Pará – 40 mandados, sendo 14 de prisão e 26 de busca e apreensão; Paraná – um mandado de prisão; Pernambuco – três mandados, sendo dois de prisão e um de busca e apreensão; Piauí – dois mandados, sendo um de prisão e um de busca e apreensão; Rio de Janeiro – 11 mandados, sendo quatro de prisão e sete de busca e apreensão; Rio Grande do Norte – um mandado de busca e apreensão; Roraima – 04 mandados, sendo um de prisão e dois de busca e apreensão; Santa Catarina – quatro mandados, sendo um de prisão e três de busca e apreensão; São Paulo – 84 mandados, sendo 19 de prisão e 65 de busca e apreensão. Embarcação apreendida em Manaus (AM) durante a Operação Hades SSP-AL Organizações em Alagoas e no Pará Em Alagoas, a organização atuava principalmente em Maceió, no bairro da Levada e adjacências. O casal também realizava a distribuição de drogas para outros municípios do estado onde há predominância da facção criminosa que o indivíduo integra. Também ficou constatado ao longo da investigação que os fornecedores que abasteciam o mercado alagoano eram do estado de São Paulo. Eles recebiam as drogas do Mato Grosso do Sul, estado que faz fronteira com Paraguai e Bolívia, que são grandes produtores de drogas. Já a segunda organização criminosa alvo da operação, era liderada por um homem natural do Pará, mas que morou muito tempo em Alagoas e estabeleceu o comando do tráfico de drogas em bairros da área nobre de Maceió, como Ponta Verde, Jatiúca, Pajuçara, Mangabeiras e Jacarecica. Ele também estava à frente de atividades ilícitas no Pará. A droga que era vendida por este grupo criminoso tinha como origem fornecedores do estado do Amazonas, que faz fronteira com a Colômbia e o Peru, primeiro e segundo maiores produtores de cocaína do mundo, respectivamente. Cofre e dinheiro apreendido no Amazonas SSP-AL Veja mais notícias da região no g1 Sorocaba e Jundiaí VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM

Fonte: G1


01/02/2024 – Paraiso FM

COMPARTILHE

SEGUE A @PARAISOFM897

(35) 3531-8007

comercial@paraisofm.com.br
Avenida Zezé Amaral, 1128 – Vila Ipê.  Cep: 37950000 – São Sebastião do Paraíso – MG      WhatsApp ouvinte: (35) 99910-6677

NO AR:
- PARAISO FM