NOTÍCIAS


Obras para recuperação de trecho rodoviário perto de Janaúba, no Norte de Minas, começam nesta quarta-feira (21/2)


As primeiras movimentações para melhoria das condições do trecho da MGC-122, próximo a Janaúba, no Norte de Minas, começam na próxima quarta-feira (21/2). Será realizada a recuperação funcional entre Nova Porteirinha, passando por Janaúba até o entroncamento da BR-251, sentido Montes Claros, com 111 quilômetros. A obra faz parte do Provias, o maior pacote de obras em rodovias mineiras da última década.

Após a conclusão das obras, a população da região terá uma MGC-122 com novo pavimento, nova sinalização horizontal e vertical e sistema de drenagem revisado. Para realizar o trabalho, o Governo de Minas vai investir R$ 88 milhões dentro de um prazo de 12 meses.

“A execução deste conjunto de obras na região Norte vai beneficiar cerca de dois milhões de mineiros, uma vez que elas estão em uma área de transição com o Vale do Jequitinhonha”, destaca o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG), Rodrigo Tavares.

Além de garantir mais segurança no ir e vir para os motoristas, completa Tavares, “vai melhorar as condições de logística para o escoamento da produção do agronegócio, desenvolvido na área de irrigação do Projeto Jaíba”.

Novo contrato

Além dos investimentos do Provias, um novo contrato de manutenção será assinado até a primeira quinzena de março, contemplando operação tapa-buraco, pinturas de faixas de sinalização, placas e patrolamento da unidade regional do DER-MG de Janaúba. Fazem parte deste contrato 676,4 quilômetros de vias, sendo 618,7 de pistas pavimentadas e 57,7 de estradas de terra.

Serão investidos, anualmente, R$16 milhões na manutenção rotineira das rodovias próximas a Janaúba, cujo contrato abrange a MG-120, MGC-122, MG-401, LMG-510, LMG-516, LMG-633, LMG-645 e os acessos a cinco municípios.

Concluídas

Em 2023, o DER-MG investiu R$ 82 milhões na recuperação funcional de 175 km de rodovias na região Norte Mineira. Um novo pavimento foi aplicado em 35 km, da LMG-633, entre Mocambinho e o entroncamento da MG-401. O mesmo processo foi executado em 140 quilômetros da MG-401, no trajeto entre Porto Matias Cardoso e o perímetro urbano de Janaúba.

Os valores investidos nestas duas obras fazem parte do Acordo de Reparação ao rompimento das barragens em Brumadinho, assinado pelo Governo de Minas, Ministério Público de Minas Gerais, Ministério Público Federal e Defensoria Pública de Minas Gerais com a Vale. O rompimento tirou a vida de 272 pessoas e gerou uma série de danos sociais, econômicos e ambientais.

Recuperação funcional

O processo de engenharia conhecido como recuperação funcional é um tipo de obra que tem como objetivo reestabelecer as condições iniciais do pavimento, melhorando assim suas funcionalidades. Trata-se de uma manutenção preventiva, feita antes de ocorrer o desgaste total, adiando a necessidade da realização de restauração.

Na primeira fase das intervenções, trabalhadores fazem o tapa-buraco e os remendos profundos, dependendo do caso, e o reperfilamento ou fresagem (colocação de uma nova camada de asfalto para nivelar e corrigir) do pavimento.

Em seguida, é aplicado um revestimento asfáltico, que é a camada superior destinada a resistir, diretamente, às ações do tráfego e transmiti-las de forma atenuada às camadas inferiores, impermeabilizando o pavimento, além de melhorar as condições de rolamento.

A obra é finalizada com a pintura da sinalização horizontal, implantação de tachas refletivas no eixo e bordos, além da revisão da sinalização vertical, com colocação de novas placas e o reestabelecimento dos dispositivos de drenagem.



Fonte: Agência Minas Gerais


20/02/2024 – Paraiso FM

COMPARTILHE

SEGUE A @PARAISOFM897

(35) 3531-8007

[email protected]
Avenida Zezé Amaral, 1128 – Vila Ipê.  Cep: 37950000 – São Sebastião do Paraíso – MG      WhatsApp ouvinte: (35) 99910-6677

NO AR:
AO VIVO - PARAISO FM