NOTÍCIAS


Justiça bate o martelo em ações de Dani Calabresa e Marciu Melhem


A Justiça de São Paulo bateu o martelo sobre as ações movidas por Dani Calabresa contra Marcius Melhem e vice-versa, pedindo indenizações por danos morais. A juíza Luciana Novakoski, responsável pelo caso civil, declarou os processos improcedentes, negando a reparação. A magistrada ainda decidiu que os humoristas serão responsáveis pelas despesas processuais. Eita!

Melhem, que era ex-chefe do Departamento de Humor da Globo, solicitou R$ 200 mil de Calabresa, sob a alegação de que as acusações de assédio, feitas por ela, prejudicaram sua imagem ao se tornar de conhecimento público. Já Dani, reivindicou R$ 30 mil, argumentando que Marcius expôs conversas particulares entre eles, culminando em ataques e ofensas pela internet.

O imbróglio entre os dois é antigo e corre desde 2021. Na ocasião, o ator afirmou que não se importava com a reparação, mas seu objetivo era responder às tentativas de destruição de sua imagem pública por Calabresa, que preferiam usar a mídia para delatar os episódios, ao invés de buscarem respaldo jurídico, uma vez que a queixa sobre os abusos só foi formalizada do exposed.

De acordo com Novakoski, que não entrou no mérito de assédio, as evidências apresentadas por Calabresa justificavam a denúncia e uma investigação, além de apontar a conduta inadequada de Melhem, que rasgava elogios à moça, com quem tinha relações profissionais, chegando a fazer comentários de cunho sexual em conversas sobre trabalho. A magistrada classificou a postura do ex-diretor como “inadmissível”.

Tanto Dani Calabresa quanto Marcius Melhem ainda brigam na esfera criminal com relação as denúncias de assédio.

0

Atriz diz que perdeu espaço na TV por causa de Marcius Melhem

Em entrevista à Folha, em abril do ano passado, Georgiana Góes afirmou que perdeu trabalhos no programa Tá no Ar, humorístico global, porque não cedeu às investidas sexuais de Marcius Melhem. Na época, no final de 2019, ele era diretor do núcleo de humor e foi acusado de assediar oito mulheres.

“Era um padrão. Quem não entrava no jogo dele sofria retaliações distintas. Ele falava que ia ter que fazer demissões, e a pessoa que não entrou no jogo, curiosamente, foi mandada embora poucos dias depois”, revelou a atriz sem dar mais detalhes de quem foi demitida por ele.

Na conversa, a artista contou que muitas colegas tinham seu trabalho diminuído, sem motivo nenhum. “Na prática, perdíamos espaço, seja perdendo protagonismo, seja perdendo tempo de cena, de modo que você era até criticada se pedisse mais trabalho”, esclareceu.

Melhem nega as acusações. No último dia 10/4 ele gravou um vídeo para o seu canal do YouTube, com mais de duas horas de duração, onde rebatia e se defendia das denúncias. Em uma nota oficial, ele completa: “Ninguém conseguiu apontar com provas qualquer retaliação minha. Isso está mais do que esclarecido. Há gente que confunde desagradar com prejudicar”.

“Alguns comportamentos dele se repetiam e eram sistemáticos. Só depois de um tempo é que entendi que o constrangimento e a sensação de retaliação eram assédio sexual”, desabafou, confidenciando que ele dizia ter atração por ela desde a década de 90, quando ela atuava em Confissões de Adolescentes.

O caso é investigado pela Deam, a Delegacia de Atendimento à Mulher do Rio. O Ministério Público não comenta o processo porque ele corre em segredo de justiça.

0



Fonte: Metrópoles


02/02/2024 – Paraiso FM

COMPARTILHE

SEGUE A @PARAISOFM897

(35) 3531-8007

comercial@paraisofm.com.br
Avenida Zezé Amaral, 1128 – Vila Ipê.  Cep: 37950000 – São Sebastião do Paraíso – MG      WhatsApp ouvinte: (35) 99910-6677

NO AR:
AO VIVO - PARAISO FM