NOTÍCIAS


Existe batata frita saudável? Técnica inovadora pode mudar sua dieta


Apesar de ser um vegetal, a batata não configura entre os alimentos mais saudáveis, mas isso pode mudar. Uma pesquisa inovadora, publicada pela revista The Plant Cell, encontrou métodos mais saudáveis e econômicos para armazenar e consumir produtos ricos em amido.

De acordo com informações do New York Post, os cientistas da Michigan State University descobriram um mecanismo que deixa a batata mais saudável e nutritiva, inclusive as fritas. Isso porque, atualmente, o processo de congelamento do vegetal provoca a diminuição na qualidade do produto e também pode promover o desenvolvimento de compostos tóxicos.

Para produzir alimentos à base de batata, os produtores armazenam os tubérculos em ambientes frios para cumprir as condições de segurança alimentar regulamentadas pelo governo. As baixas temperaturas desencadeiam um processo que converte amidos em açúcares, conhecido como CIS.

Pote com batata chips
Pesquisadores descobriram forma de deixar a batata e os produtos derivados do vegetal mais saudáveis

Apesar do CIS tornar as batatas mais propicias para o consumo, ele leva à formação da acrilamida, um composto cancerígeno que aumenta o risco de desenvolver tumores, quando as batatas são cozinhadas em altas temperaturas. Até o momento, as técnicas disponíveis para reduzir o impacto do CIS são muito caras e pioram consideravelmente o sabor do alimento.

Contudo, ao identificar o gene responsável pelo CIS e o elemento regulador que ativa o processo em temperaturas frias, os pesquisadores descobriram uma forma de interromper o processo antes de começar e solucionaram o problema.

“Ao estudar como este gene é ativado e desativado, abrimos a possibilidade de desenvolver batatas que são naturalmente resistentes ao CIS e, portanto, não produzirão compostos tóxicos”, disse Jiming Jiang, professor da Fundação MSU nos Departamentos de Biologia Vegetal e Horticultura, em um comunicado.

O investigador acredita que as batatas resistentes ao CIS poderão ser comercializadas em breve. “Esta descoberta representa um avanço significativo na nossa compreensão do desenvolvimento da batata e das suas implicações para a qualidade e a saúde dos alimentos”, ressaltou Jiang.

De acordo com o professor, os próximos passos envolvem usar o conhecimento para criar linhagens de batata resistentes ao CIS por meio de edição genética ou outras técnicas de melhoramento nas estufas.

Para saber mais, siga o perfil de Vida&Estilo no Instagram



Fonte: Metrópoles


23/02/2024 – Paraiso FM

COMPARTILHE

SEGUE A @PARAISOFM897

(35) 3531-8007

[email protected]
Avenida Zezé Amaral, 1128 – Vila Ipê.  Cep: 37950000 – São Sebastião do Paraíso – MG      WhatsApp ouvinte: (35) 99910-6677

NO AR:
- PARAISO FM