NOTÍCIAS


Exército condecora ex-assessor de Heleno no GSI que monitorou COP


Um dos assessores mais próximos ao general Augusto Heleno nos tempos em que ele foi ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) acaba de ser condecorado pelo Exército com a mais alta honraria da Força a civis e militares: a Medalha do Pacificador com Palma.

A medalha ao coronel da reserva Adriano de Souza Azevedo foi concedida pelo comandante do Exército, general Tomás  Ribeiro Paiva, por sua atuação em missão humanitária no Haiti após o terremoto que atingiu o país, em 2010.

A portaria com a condecoração, datada de 29 de janeiro, foi publicada no Diário Oficial da União da quarta-feira (7/2). O militar está na reserva desde dezembro de 2018.

A Medalha do Pacificador com Palma é destinada a militares e civis “que, em tempo de paz, no exercício de suas funções ou no cumprimento de missões de caráter militar, tenham se distinguido por atos pessoais de abnegação, coragem e bravura, com risco de vida”.

O decreto presidencial que trata da medalha prevê que, para a concessão da condecoração pelo comandante do Exército, os atos de “abnegação, coragem e bravura, com risco de vida” devem ser “claramente comprovados” por meio de sindicância ou inquérito policial militar.

Assessor de Planejamento e Assuntos Estratégicos da Secretaria-Executiva do GSI de Augusto Heleno, nomeado ao cargo nos primeiros dias do governo Bolsonaro, Azevedo deixou o cargo em janeiro de 2023. A exoneração dele do posto pelo ministro da Casa Civil do governo Lula, Rui Costa, foi publicada em 11 de janeiro, três dias após os ataques golpistas em Brasília.

O repórter Felipe Frazão noticiou em 2020 que, enquanto assessor do GSI, o coronel Azevedo fez parte da delegação enviada pela pasta à COP25, Conferência do Clima das Nações Unidas, em Madri, em dezembro de 2019. Segundo a reportagem, uma equipe de quatro agentes secretos da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), à época sob o GSI, monitorou brasileiros que participaram do evento na Espanha.

Heleno admitiu a atuação da Abin no evento e disse que “maus brasileiros” foram monitorados pelo órgão de inteligência no país europeu.

Procurado pela coluna, o Exército informou que a condecoração é um “reconhecimento específico” da atuação de Adriano de Souza Azevedo no Haiti.

“O militar já havia sido agraciado com a Medalha de Distinção de 1ª Classe, no ano de 2015, nos termos da Portaria nº 752 de 4 de maio de 2010, do Ministério da Justiça. Contudo, não havia recebido, até o presente, condecoração no âmbito do Exército, em decorrência de sua atuação meritória durante o terremoto no Haiti”, disse a Força.



Fonte: Metrópoles


08/02/2024 – Paraiso FM

COMPARTILHE

SEGUE A @PARAISOFM897

(35) 3531-8007

[email protected]
Avenida Zezé Amaral, 1128 – Vila Ipê.  Cep: 37950000 – São Sebastião do Paraíso – MG      WhatsApp ouvinte: (35) 99910-6677

NO AR:
- PARAISO FM