NOTÍCIAS


Desfiles competitivos retornaram ao Carnaval de Maricá após 16 anos; veja como ficou o resultado



Agremiações dos Grupos Especial e de Acesso desfilaram na terça-feira (13). Escolas Tradição de Maricá (à esquerda) e Flor do Imbassaí (à direita) venceram o desfile pelo Grupo Especial e Grupo de Acesso, respectivamente Bianca Chaboudet/g1 Depois de 16 anos, a cidade de Maricá, na Região Metropolitana do Rio, voltou a realizar o desfile das escolas de samba de forma competitiva. Na última terça-feira (13), quatro agremiações se apresentaram pelo Grupo Especial e outras três no Grupo de Acesso. O desfile foi realizado na Passarela do Samba Adélia Breve, na rua Abreu Rangel, no Centro. As arquibancadas ficaram cheias para o retorno da atração, que já foi muito tradicional na cidade. O município chegou a contar com 20 agremiações na década de 1980. Neste ano, o desfile contou com três escolas de samba no Grupo de Acesso: GRES Herdeiros de Maricá, GRES Acadêmicos do Caxito e GRES Flor do Imbassaí; e outras quatro no Especial: GRES Império da Camisa Azul e Branco, GRES Unidos do Saco das Flores, GRES Tradição de Maricá e GRES Inocentes de Maricá. A apuração foi realizada na Quarta-Feira de Cinzas (14), na própria Passarela do Samba. Confira os resultados: A grande vencedora do Grupo Especial foi a Tradição de Maricá, com 179,1 pontos. Na sequência, Unidos do Saco das Flores, com 178,4; Inocentes de Maricá, com 177,9 e, por último, Império da Camisa Azul e Branco, com 177,5. No Grupo de Acesso o título ficou com a Flor do Imbassaí, que fez 179,3 pontos e subiu para o grupo principal. A Acadêmicos do Caxito ficou com a segunda colocação, com 176,8, e a Herdeiros de Maricá com 176,5. Desta vez, nenhuma agremiação desceu para o Grupo de Acesso, para que em 2025 o Grupo Especial possa ter cinco agremiações participantes. Os desfiles GRES Herdeiros de Maricá GRES Herdeiros de Maricá foi a primeira escola a entrar na avenida com o enredo “Extra, extra! Os ETs invandiram Maricá, folclore ou lendas urbanas? A arte de Educar Fazendo Arte” Bianca Chaboudet/g1 A primeira agremiação a pisar na avenida foi a GRES Herdeiros de Maricá, com o enredo “Extra, extra! Os ETs invandiram Maricá, folclore ou lendas urbanas? A arte de Educar Fazendo Arte”, que homenageou a professora Cida, pedagoga que ficou conhecida pela forma de educar através da arte. GRES Acadêmicos do Caxito A GRES Acadêmicos do Caxito estreou no Carnaval de Maricá com o enredo “Dos tumbeiros às favelas, a resistência de um povo no sonho de liberdade” Bianca Chaboudet/g1 A GRES Acadêmicos do Caxito estreou no Carnaval maricaense com o enredo “Dos tumbeiros às favelas, a resistência de um povo no sonho de liberdade”, mostrando as dificuldades enfretadas pelo povo negro, que após a abolição da escravidão foi entregue a própria sorte. GRES Flor do Imbassaí GRES Flor do Imbassaí entrou na passarela do samba com o enredo “Por amor ao nosso bairro, São José do Imbassaí” Bianca Chaboudet/g1 Já a GRES Flor do Imbassaí levou para a passarela do samba o enredo “Por amor ao nosso bairro, São José do Imbassaí”, mostrando a devoção ao santo padroeiro da região, as belezas do local e a relação entre os moradores. Império da Camisa Azul e Branco (Grupo Especial) A escola Império da Camisa Azul e Branco foi a primeira escola do Grupo Especial a desfilar, levando para a avenida o enredo “Amazônia Azul: Riquezas Marinhas sob as Águas do Atlântico” Bianca Chaboudet/g1 Pelo Grupo Especial, a Império da Camisa Azul e Branco foi a primeira escola a desfilar. A agremiação tratou de um tema importante, a preservação dos oceanos. Com o enredo “Amazônia Azul: Riquezas Marinhas sob as Águas do Atlântico”, cerca de 320 componentes passaram pela avenida em defesa ao meio ambiente e repúdio ao descarte irregular de lixo. Unidos do Saco das Flores (Grupo Especial) Unidos do Saco das Flores desfilou com enredo em homenagem ao cantor Manhoso Bianca Chaboudet/g1 A escola de samba Unidos do Saco das Flores aproveitou o Carnaval para homenagear o cantor Manhoso, conhecido por suas músicas de forró e humorísticas. A agremiação retratou nas alas e alegorias a história do cantor, o rítmo musical e a alegria de Manhoso, figura importante na cidade. Tradição de Maricá (Grupo Especial) A escola Tradição de Maricá desfilou com o enredo “A Asa Branca Tradição e a saga do sambaião” Bianca Chaboudet/g1 A Tradição de Maricá, agremiação com sete títulos no Carnaval; seis pelo grupo especial e uma no acesso, desfilou o enredo “A Asa Branca Tradição e a saga do sambaião”, exaltando o nordeste e suas tradições. Inocentes de Maricá Inocentes de Maricá homenageou Madeleine Colaço, artesã conhecida no mundo da tapeçaria Bianca Chaboudet/g1 A última a pisar na avenida foi a Inocentes de Maricá, que homenageou Madeleine Colaço, artesã conhecida no mundo da tapeçaria. Foram cerca de 600 componentes que desfilaram a história da francesa Madeleine e a sua conexão com Maricá.

Fonte: G1


19/02/2024 – Paraiso FM

COMPARTILHE

SEGUE A @PARAISOFM897

(35) 3531-8007

[email protected]
Avenida Zezé Amaral, 1128 – Vila Ipê.  Cep: 37950000 – São Sebastião do Paraíso – MG      WhatsApp ouvinte: (35) 99910-6677

NO AR:
- PARAISO FM