NOTÍCIAS


Com apoio da torcida, Brasiliense vence o Real Brasília pelo Candangão


Jogando no Abadião, mando de campo da rodada para contar com o apoio da torcida, o Brasiliense derrotou o Real Brasília por 1 x 0, na tarde desta quarta-feira (14/2), e encostou no G4 do Candangão. Tarta marcou de pênalti, aos 26 do segundo tempo, o gol solitário da partida, que manteve o Jacaré em quinto, com 10 pontos ganhos.

A vitória injetou moral no elenco não só para entrar no grupo dos quatro melhores do Candangão, mas também para o próximo desafio da equipe, que vira a chave e joga contra o Itabaiana, pela primeira fase da Copa do Brasil, na quarta-feira (21/2), às 19h30, em Aracajú, capital sergipana.

0

O jogo

O jogo foi movimentado no primeiro tempo. O Real Brasília concentrava as jogadas no meio-campo. Já o Brasiliense, acionava a velocidade dos pontas e de Tobinha, que jogou improvisado como centroavante.

Na tabela pelo meio, o Real foi quem tomou a iniciativa, aos três minutos. Uederson trabalhou a bola com Lucas até limpar a marcação na entrada da área e bater no meio do gol. Ravel, de mão trocada, desviou para escanteio.

A resposta do Jacaré saiu aos oito minutos. Tobinha avançou pela direita e levantou a bola para Allan Dias, que ajeitou de primeira para o chute de Matheus Faleiro, defendido por Wendell.

Aos 22, Lucas recebeu livre de marcação no meio e, com espaço, arriscou de longe, para mais uma vez Ravel desviar para a linha de fundo. Na reposição, Matheus Faleiro arrancou fazendo fila na defesa do Real, até sair na cara do gol e finalizar mal pelo lado esquerdo do gol.

O Brasiliense tinha dificuldades para chegar ao gol, mas ainda teve duas chances de ir com a vantagem para o intervalo. Aos 35, Tarta tentou de fora, mas não levou perigo com um chute que passou longe da meta. Aos 47, após uma cobrança de escanteio, Aldo cabeceou em cima da zaga, que abafou a bola facilitando a defesa do goleiro Aurianil.

Segundo tempo

A segunda etapa teve mais emoções, com o Jacaré trabalhando mais a bola conduzido por Lila, que entrou no lugar de Allan Dias. O Real manteve seu estilo de jogo, e assustou a defesa amarela logo com um minuto. Regino cobrou direto uma falta lateral no continho, mas Ravel caiu para encaixar o chute.

Aos três minutos, o Real construiu a chance de gol mais clara que a equipe teve na partida.  Num contra golpe, Ruan Alves recebeu dentro da área, limpou a marcação e chutou em cima de Ravel.

Depois do bom início, o time visitante viu o Brasiliense melhorar e dominar levemente a partida. Aos 10 minutos, Matheus Faleiro recebeu em velocidade pela esquerda e chutou por cima. Três minutos depois, Joãozinho chegou na linha de fundo e rolou para trás nos pés de Lila, que bateu forte em cima de Wendell. Aos 17, Tarta cobrou escanteio na medida para Aldo cabecear rente ao travessão.

O jogo voltou a se equilibrar na altura dos 29 minutos. James, que havia acabado de entrar ocupando a ponta-direita, cortou a marcação para o meio e chutou por cima. Logo depois, aos 22, Gabriel Lima bateu rasteiro no cantinho, mas Ravel foi seguro para fazer a defesa.

Tudo indicava que a partida ia para um 0 x 0, até que, aos 25 minutos, Tarta invadiu a área driblando e só foi parado por uma falta do goleiro Wendell. O próprio Tarta foi para a cobrança da penalidade e converteu com uma bomba no ângulo.

O Real ainda tentou reagir, com uma falta de Regino defendida por Ravel, aos 40 minutos, mas a equipe não teve forças para segurar o controle do Jacaré, que por pouco não marcou o segundo gol, no chute de Luquinhas que parou em Wendell. Fim de jogo: 1 x 0 para o Brasiliense.

BRASILIENSE 1 X 0 REAL BRASÍLIA

Candangão – primeira fase

14/02/2024, 15h30 – Abadião, Ceilândia-DF

Árbitro: Matheus Moraes
Árbitro Assistente 1: Lucas Modesto
Árbitro Assistente 2 : Douglas dos Santos
Quarto Árbitro: Lucas Fernando dos Santos

BRASILIENSE

Ravel; Netinho, Igor Morais, Gustavo Henrique (Dudu) e Romário; Aldo, Tarta e Allan Dias (Lila); Tobinha, Matheus Falero (Luquinhas) e Joãozinho (Gustavão)

Técnico: Vilson Tadei

Gols: Tarta (26’ 2 T, pênalti)

Cartões amarelos: Tarta

REAL BRASÍLIA

Wendell; André Martini, Garcia, Felipe e Gabriel Lima; Matheus Dias (Bruno), Lucas e Kaio Nunes (Regino); Guilherme (James), Pedrinho (Ruan Alves) e Uederson

Técnico: Dedê

Cartões amarelos: Gabriel Lima, Uederson, Matheus Dias, Wendell, Garcia



Fonte: Metrópoles


14/02/2024 – Paraiso FM

COMPARTILHE

SEGUE A @PARAISOFM897

(35) 3531-8007

[email protected]
Avenida Zezé Amaral, 1128 – Vila Ipê.  Cep: 37950000 – São Sebastião do Paraíso – MG      WhatsApp ouvinte: (35) 99910-6677

NO AR:
- PARAISO FM