NOTÍCIAS


Automobilismo no estádio do Ibirapuera gera revolta entre atletas


São Paulo — O presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), Wlamir Motta Campos, criticou nesta segunda-feira (12/2) a realização de um evento de automobilismo no Estádio Ícaro de Castro Melo, ao lado do Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. A postagem em rede social foi acompanhada de uma série de manifestações de pessoas ligadas ao atletismo, incluindo o medalhista olímpico Joaquim Cruz.

A prova faz faz parte de uma das etapas do Ultimate Drift e será realizada nos dias 9 e 10 de março, após autorização do governo estadual.

“Estou extremamente preocupado e até mesmo indignado com a informação de que o templo maior do Atletismo nacional, a Pista de Atletismo do Ibirapuera receberá no próximo mês uma prova de automobilismo”, disse em seu perfil em rede social.

A publicação foi acompanhada de um vídeo que mostra um trator removendo o que restou da pista de atletismo, que estava abandonada.

O presidente da CBAt ressalta que drift é uma competição que tem como objetivo “derrapar com a traseira do veículo para um lado e as rodas dianteiras no sentido contrário da curva”. “Respeito todos os esportes, mas não posso achar e jamais acharei normal realizar uma prova automobilística numa pista de atletismo”, diz.

Campos afirma que os maiores eventos do atletismo brasileiro foram realizados no Ibirapuera e que há bastante tempo se busca a revitalização do local. “Entendo que existam outros espaços, principalmente autódromos, que possam receber o drift”, diz.

O presidente da CBAt afirma que entrou em contato a Secretaria Estadual de Esportes manifestando a sua indignação. “Seguiremos acompanhando os desdobramentos e também tomaremos as medidas cabíveis em defesa do atletismo e desse templo maior que é a Pista de Atletismo do Ibirapuera, Estádio Ícaro de Castro, que no dia 21 de agosto completa 70 anos”, diz.

Medalhista olímpico

Além do presidente da CBAt, o medalhista olímpico Joaquim Cruz também se manifestou na tarde desta segunda (12/2) contra a realização do evento de automobilismo no Estádio do Ibirapuera. Cruz conquistou medalhas de ouro na Olimpíada de Los Angeles, em 1984, e de prata, em Seul, 1988, ambas na disputa dos 800 metros.

Ícone do atletismo nacional, Cruz diz que o local é apropriado para a realização de eventos de automobilismo. “A base da pista de atletismo do Ibirapuera não foi construída para suportar eventos de corridas automobilísticas e terá um custo mais elevada para a sua restauração”, disse.

Concessão

O Complexo do Ibirapuera, do qual o estádio faz parte, passa por processo de tombamento. Ainda assim, também está nos planos de concessão do governo estadual.

Durante a gestão João Doria (PSDB), houve até mesmo um projeto para construção de arena multiuso no local, que seria bancada pela iniciativa privada.

O que dizem as autoridades

A Secretaria de Esportes do Estado de São Paulo, sob a gestão do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos), afirma que tem investido na reforma dos complexos esportivos e construção de novos equipamentos, com objetivo de melhorar as condições de treino dos atletas. “Um exemplo desse programa de revitalizações é a construção da pista de Atletismo da Vila Olímpica Mário Covas, que atenderá a exigências internacionais”, diz, em nota.

Segundo a secretaria, a pista do Estádio Ícaro de Castro Melo não apresentava condições de uso para prática competitiva e recreativa há anos e a atual gestão realiza estudos para sua reforma.

“O evento de automobilismo propiciou a retirada do piso que já estava bastante danificado e impróprio para o uso e o encaminhamento do material para reciclagem, protegendo o meio ambiente e trazendo economia aos cofres públicos”, afirma a pasta.

A secretaria também diz que segue as tratativas com CDHU e IPHAN para um projeto de recuperação total do Complexo Esportivo Constâncio Vaz Guimarães, “propiciando ao Complexo Esportivo condições de abrigar as principais competições do atletismo nacional e do esporte em geral, como acontecia até 2013”.

A Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) afirma que cabe ao promotor do evento negociar diretamente com o proprietário e mantenedor da praça esportiva a realização da competição no Ibirapuera.

“Como supervisora técnico-desportiva do Brasileiro de Drift, a CBA acompanha toda a dinâmica da etapa, incluindo vistoria de local, por intermédio da Comissão Nacional de Arrancada e Drift. O parecer da Comissão foi solicitado e será encaminhado a você tão logo esta comunicação o receba”, diz, em a entidade, em nota.

A organização do Ultimate Drift não foi localizada até a publicação desta reportagem. O espaço segue aberto para manifestação.



Fonte: Metrópoles


12/02/2024 – Paraiso FM

COMPARTILHE

SEGUE A @PARAISOFM897

(35) 3531-8007

comercial@paraisofm.com.br
Avenida Zezé Amaral, 1128 – Vila Ipê.  Cep: 37950000 – São Sebastião do Paraíso – MG      WhatsApp ouvinte: (35) 99910-6677

NO AR:
- PARAISO FM